Apresentação na Casa África da Associação de Mulheres Africanas nas Canárias (AMAC)

15 de março de 2019, às 19h00, na Casa África
Ciclo de conferencias «Flujos marítimos. África y el mar» | Conferencia 3: Océanos africanos. El 3 de diciembre de 2020 a las 19:00h (hora peninsular) en directo a través de las redes sociales de Casa África

O continente africano demonstrou um firme compromisso com a promoção da igualdade de género e da emancipação da mulher. Quase todos os países deste continente ratificaram a Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher, e mais de metade já ratificou o Protocolo sobre os Direitos da Mulher em África da União Africana. Entre outros marcos, importa destacar a declaração da União Africana para o período 2010–2020 como o Decénio da Mulher Africana.

As mulheres que estão na diáspora também têm consciência do papel que o seu género desempenha no mundo. O mesmo papel que sempre desempenharam, mas em silêncio, até que as correntes feministas dos últimos anos gritaram “Basta!” para que mesmo os que insistem em continuar a ignorar o trabalho e o labor de 50% da humanidade tivessem de ouvir. 

“A união faz a força” é um ditado tão repetido, quanto verdadeiro, por isso as mulheres africanas que vivem nas Canários decidiram unir-se, associar-se sob as siglas de AMAC (Associação de Mulheres Africanas nas Canárias) e honram a Casa África escolhendo-a para ser a sede do lançamento da sua associação, como também o fora anos antes a FAAC (Federação de Associações Africanas das Canárias)  

A ideia de criar uma associação de mulheres africanas nasceu da necessidade de falar por elas próprias, de contar as suas histórias. Quem melhor do que elas para expressar quem são, o que necessitam e o que podem alcançar e contribuir para a sociedade.

Os objetivos da Associação de Mulheres Africanas nas Canárias podem resumir-se nos seguintes pontos:

  • A integração da população migrante nas Canárias, em particular das mulheres africanas
  • A sensibilização sobre as mulheres africanas e as suas culturas, os seus pontos-fortes, fraquezas e desafios
  • A formação e capacitação da população migrante nas Canárias, em particular das mulheres africanas
  • A cooperação internacional para apoiar o desenvolvimento dos países mais desfavorecidos
  • A irmandade, isto é, a solidariedade e o trabalho comum entre mulheres que partilham objetivos comuns

Se quiser assistir ao nascimento da AMAC, o evento decorre no dia 15 de março de 2019, às 19h00, no nosso auditório Nelson Mandela. 

Transferir programa

 
 
 
Compartir con:
 
 
Newsletter

E-Newsletter


Recibe nuestro boletín electrónico semanal con las actividades y noticias de Casa África.

 

Quién es Quién en África


 

  • Filter by:
 
of426

There are no results for this search
 

Efemérides


Premios de Casa África


Premios Griot de Ébano, Premios de Ensayo, Premios de cine...