Dez cidades para África

Cine
Del 29 de noviembre de 2010 al 1 de abril de 2011
10_ciudades_para_Africa

Fotograma de la película 'Nous avons aussi marché sur la Lune'

A ONGD Al-Tarab - organizadora do Festival de Cinema Africano de Tarifa (FCAT) - tem como objectivo dar a conhecer a produção fílmica do continente africano em Espanha. A Casa África patrocina o seu programa Cinenómada porque tem, como Al-Tarab, o objectivo de dar a conhecer o cinema africano ao maior número possível de espectadores espanhóis.

No passado dia 28 de Fevereiro, Al Tarab ganhou um dos Prémios Blas Infante Casares Solidário 2010. Graças a este prémio, Al Tarab organiza agora Dez Cidades para África, um projecto para a divulgação das cinematografias de África em Espanha, que percorrerá a geografia espanhola de 29 de Novembro de 2010 até a 1 de Abril de 2011, projectando o melhor do cinema africano. Um encontro inevitável para quem deseja conhecer o continente vizinho de um ponto de vista diferente.

O Cinenómada é um programa financiado pela Casa África e gerido por Al-Tarab, organizadora do Festival de Cinema Africano de Tarifa (FCAT), que tem como objectivo dar a conhecer a produção cinematográfica do continente africano em Espanha.

A Casa África patrocina o Cinenómada porque tem, como Al-Tarab, o objectivo de dar a conhecer o cinema africano ao maior número possível de espectadores espanhóis e de aproximar África a Espanha.

O Cinenómada coloca à disposição de diferentes entidades uma ampla selecção de títulos procedentes das passadas edições do FCAT, legendados em espanhol, que é hoje a única oferta desta dimensão e género que existe em Espanha e que garante a realizadores e a produtores do continente africano alguns rendimentos, que, embora modestos, são frequentemente os únicos que obtêm.

É dirigido a associações, municípios, conselhos, universidades, centros culturais, cinematecas, museus e qualquer tipo de organismo ou instituição interessada na promoção do cinema africano. Com o Cinenómada consegue-se difundir ao longo de todo o ano um cinema que, de outra forma, continuaria a estar concentrado exclusivamente em festivais especializados.

As Dez cidades em questão são Valladolid, Logroño, Barcelona, Burgos, Palma de Mallorca, Vigo, Casares, Madrid, Valença e Córdoba. Em cada cidade serão projectados durante dois dias os melhores filmes da passada edição do Festival de Cinema Africano de Tarifa, todos eles vencedores de distintos galardões.

Em cada cidade a programação será a mesma:

Primeiro dia:

  • Lezare (Por hoje) de Zelalem Woldemariam, Etiópia, 14 minutos, V.O. amárico com legendas em castelhano.
  • Les larmes de l’émigration (As lágrimas da emigração) de Alassane Diago, Senegal/França, 79 minutos, V.O. peul com legendas em castelhano.

Segundo dia:

  • Nous aussi avons marché sur la lune (Também nós pisamos a Lua), RDC/Argélia, 16 minutos, V.O. francês com legendas em castelhano.
  • Atletu (O Atleta) de Rasselas Lakew e Davey Frankel, Etiópia/EEUU/Alemanha, 93 minutos, V.O. amárico e inglês com legendas em castelhano.
 
 
 
Compartir con:
 
 
Newsletter

E-Newsletter


Recibe nuestro boletín electrónico semanal con las actividades y noticias de Casa África.

 

Quién es Quién en África


 

  • Filter by:
 
of422

There are no results for this search
 

Efemérides


Premios de Casa África


Premios Griot de Ébano, Premios de Ensayo, Premios de cine...