III Festival Internacional de Cinema Documental sobre Género - MUJERDOC 2012

De 8 a 17 de março de 2012
III Festival Internacional de Cine Documental sobre Género - MUJERDOC 2012

O MUJERDOC 2012 é a III Edição do Festival Internacional de Cinema Documental sobre Género com o qual a Casa África colabora durante mais um ano para levar o cinema africano até aos seus ecrãs. Organizado pela ONG Mulheres do Mundo e pela produtora Seis Dragones, o MujerDOC pretende ser uma plataforma de exibição de documentários que contribua para promover a igualdade de oportunidades entre homens e mulheres.

A defesa da diversidade cultural dos povos; o fenómeno das migrações e os direitos laborais das mulheres migrantes; feminicídio e o tráfico de mulheres e meninas para fins de exploração sexual; a opressão exercida por algumas religiões contra o direito de escolha e contra a eleição da identidade sexual das pessoas; mulheres criativas no sistema penitenciário, etc., são temas que o Festival abordou na sua primeira e segunda edições e que continuará a tratar nesta terceira, juntamente com as novas propostas que sejam apresentadas.

A Casa África estará presente pelo terceiro ano neste encontro pela mão do Cinenómada, que leva até Sória a projeção do documentário Koundi et le jeudi national, de Astrid Atodji (Camarões), Prémio FCAT 2011 e Miradasdoc 2011.

O Cinenómada é um programa financiado pela Casa África e gerido por Al-Tarab, organizadora do Festival de Cinema Africano de Tarifa (FCAT), que tem como objectivo dar a conhecer a produção cinematográfica do continente africano em Espanha.

A Casa África patrocina o Cinenómada porque tem, como Al-Tarab, o objectivo de dar a conhecer o cinema africano ao maior número possível de espectadores espanhóis e de aproximar África a Espanha.

O Cinenómada coloca à disposição de diferentes entidades uma ampla selecção de títulos procedentes das passadas edições do FCAT, legendados em espanhol, que é hoje a única oferta desta dimensão e género que existe em Espanha e que garante a realizadores e a produtores do continente africano alguns rendimentos, que, embora modestos, são frequentemente os únicos que obtêm.

É dirigido a associações, municípios, conselhos, universidades, centros culturais, cinematecas, museus e qualquer tipo de organismo ou instituição interessada na promoção do cinema africano. Com o Cinenómada consegue-se difundir ao longo de todo o ano um cinema que, de outra forma, continuaria a estar concentrado exclusivamente em festivais especializados.

 
 
 
Compartir con:
 
 
Newsletter

E-Newsletter


Recibe nuestro boletín electrónico semanal con las actividades y noticias de Casa África.

 

Quién es Quién en África


 

  • Filter by:
 
of422

There are no results for this search
 

Efemérides


Premios de Casa África


Premios Griot de Ébano, Premios de Ensayo, Premios de cine...