XXI Festival Internacional Canárias Jazz&Más

De 11 a 15 de julho 2012, nas Canárias
XXI Festival Internacional Canarias Jazz&Más

A Casa África volta a colaborar com o Festival Internacional Canárias Jazz&Más que chega às Ilhas em cada verão, com os melhores artistas de jazz do panorama internacional, nacional e local. Neste ano de 2012, o Festival celebra a sua XXI Edição, o que comprova a sua consolidação e a sua importância dentro do circuito musical das Ilhas.

Durante os cinco dias de duração do Canárias Jazz&Mas Heineken, que este ano se celebra de 11 a 15 de julho, passarão pelos cenários de diversas Ilhas quinze intérpretes de alto nível, entre os quais se encontram o grupo que forma La Noche África, patrocinada pela Casa África e presente neste Festival de Jazz com a atuação dos grupos vencedores da III edição do Vis A Vis na Etiópia; do grupo do cantor camaronês Blick Bassy; e do grupo canário Manao, de acordo com o seguinte programa:

  • Sexta-feira 13 de julho. Santa Cruz de Tenerife. Plaza del Castillo Negro às 20h00. Noche África com Munit & Jorg, Blick Bassy e Manao
  • Sábado 14 de julho. Las Palmas de Grã-Canária. Plaza de Sta Ana às 19h30. Noche África com Blick Bassy, Munit & Jorg, Ethiocolor e Manao
  • Domingo 15 de julho. Lanzarote. Parte histórica da Villa de Teguise às 20h00. Noche África com Munit & Jorg e Blick Bassy

A entrada para todos os concertos é livre e gratuita.

Os grupos Munit&Jörg e Ethiocolor foram os vencedores do vis a vis da Etiópia, terceira edição de um encontro entre músicos africanos e produtores espanhóis, proporcionado pela Casa África, com o objetivo de melhorar o conhecimento da música africana ao nível internacional, impulsionando a participação de músicos africanos nas plataformas espanholas. Este ano, realizou-se na Etiópia que, além de albergar um grande património musical e artístico, é o país no qual se situa a sede oficial da União Africana.

O dueto formado por Munit&Jörg recupera canções tradicionais etíopes e adapta-as às sonoridades contemporâneas. Os seus concertos transformam-se em encontros inesquecíveis. A voz de Munit e a guitarra de Jörg são mais do que suficientes para emocionar o público e criar em cada uma das suas entregas uma relação de feedback com a audiência.

Blick Bassy chega às Ilhas Canárias com uma formação composta pelos melhores músicos e bailarinas dos Camarões para oferecer três concertos no certame com os ritmos tradicionais do país.

Tão ancestral como radicalmente moderna, a proposta do Ethiocolor difunde a pujança da música e as danças da Etiópia. O grupo representa os estilos tradicionais do seu país de uma maneira precisa, viva e jovial, a partir de instrumentos como o kirar (uma espécie de cítara), o washint (flauta) e os kebero (tambores tradicionais). Nas danças que têm tanto de hipnótico quanto de vertiginoso, representam-se contos populares que preenchem o cenário de força e beleza.

Manao é um grupo criado pelos canários Ángel Vera e Pedro Díaz, dois amantes da música tradicional das Ilhas e que a utilizam como base das suas próprias composições, atribuindo-lhes a sua visão particular da música canária, introduzindo também arranjos originais em canções populares. Esta banda é muito conhecida na Holanda e noutras cidades europeias até onde levaram as suas composições.

 
 
 
Compartir con:
 
 
Newsletter

E-Newsletter


Recibe nuestro boletín electrónico semanal con las actividades y noticias de Casa África.

 

Quién es Quién en África


 

  • Filter by:
 
of425

There are no results for this search
 

Efemérides


Premios de Casa África


Premios Griot de Ébano, Premios de Ensayo, Premios de cine...