Casa África no XIII Festival de Cinema de Lanzarote

De 8 a 19 de abril de 2013
Casa África en el XIII Festival de Cine de Lanzarote

O cinema africano estará novamente presente neste encontro anual da 7ª Arte na ilha de Lanzarote e será feito através da Casa África na sua tarefa de divulgação do cinema africano, via importante de comunicação com o continente vizinho que só chega às salas comerciais em raras ocasiões.

Nesta 13ª edição, os organizadores do Festival de Cine de Lanzarote estão conscientes de que este é o ano do extraordinário e da coragem, uma vez que a indústria cinematográfica espanhola não registou as melhores receitas em 2012. Mas ao mesmo tempo 2013 está a ser o ano da inovação e do empreendedorismo. Há estreias simultâneas nas salas de cinema e na Internet; plataformas de streaming consolidadas; o crowfounding, funcionando como financiamento alternativo; produtos audiovisuais que pedem a participação interativa do espetador; séries e curtas como um campo de experimentação infinita, etc.

Nesta edição, poderão ser vistas 60 curtas selecionadas nas três Secções Oficiais em Competição, tornando o centro de Arrecife num lugar de diálogo depois de cada projeção, pois o cinema não termina quando se acendem as luzes, mas sim quando se esgota a última gota de café. Além disso, vão estrear cinco longas-metragens espanholas, um exemplo significativo de quem somos e onde vamos.

Como em edições anteriores, haverá uma Exposição de Curtas Africanas que chegam pela mão da Casa África. Tão longe e tão próximos, poderia ser um bom subtítulo para esta secção, porque Lanzarote compartilha latitude com o continente africano, população emigrada, influências históricas e terra em suspensão, mas apenas sabe coisas sobre a realidade de um continente em constante situação de incerteza (social, política e económica). Um ano depois, a Casa África e Al-Tarabt colaboram com o Festival cedendo os direitos de exibição de curtas realizadas em África.

O XIII Festival Internacional de Cinema de Lanzarote realiza-se do dia 8 a 19 de abril de 2013. A exibição de curtas africanas que chegam pela mão da Casa África será projetada no dia 13 de abril às 18 horas no Teatro Insular de Lanzarote exibindo os seguintes títulos:

  • Thato (África do Sul, 2011)
    Retrato de uma mulher sul-africana grávida do seu segundo filho. Durante todo o filme, o seu rosto deixa adivinhar o medo de o perder como sucedeu com o primeiro, que morreu com Sida. Desde a esperança desesperada, aos soluços libertadores, as suas emoções assemelham-se à paisagem onde se passa o filme, evoluindo com as estações do ano; uma metáfora do destino de um continente que passa por uma alteração profunda.
  • Yvette (Burkina Faso, 2011)
    Realidade de uma mulher na localidade de Perkouan, no Burkina Faso, que descobrimos através dos seus trabalhos quotidianos, do seu ambiente e das suas reflexões.
  • Brûleurs (Argélia, 2011)
    Amine, um jovem argelino, compra uma câmara de vídeo numa loja de Orán. Com esta mesma câmara começa a filmar as recordações da sua cidade, da sua casa e por último a sua noiva e a sua mãe. Sobe a bordo de um barco com Malik, Lofti, Mohammed e Khalil para cruzar o Mar Mediterrâneo. De câmara em mão, Amine filma a esteira da viagem.
  • Who killed me (Tanzânia, 2012)
    Visão da vida de um emigrante congolês de classe baixa em Toronto antes, durante e depois de dispararem contra ele e consequente morte em frente do local onde trabalha. Passando pela sua mãe e pelo polícia que encontra o corpo, descobrimos que existem vidas muito diferentes na mesma cidade.
 
 
 
Compartir con:
 
 
Newsletter

E-Newsletter


Recibe nuestro boletín electrónico semanal con las actividades y noticias de Casa África.

 

Quién es Quién en África


 

  • Filter by:
 
of422

There are no results for this search
 

Efemérides


Premios de Casa África


Premios Griot de Ébano, Premios de Ensayo, Premios de cine...