14/03/2013

A cidade africana, tema da quinta convocatória dos Prémios de Ensaio Casa África

O premio consiste em 3500 euros e a publicação na Colección de Ensayo (Coleção de Ensaio) do texto vencedor.

O premio consiste em 3500 euros e a publicação na Colección de Ensayo (Coleção de Ensaio) do texto vencedor.

A Casa África abre a quinta convocatória dos seus prémios de ensaio, amanhã dia 15 de março. O tema eleito para a ocasião é Desafios e Oportunidade do desenvolvimento em África. O premio consiste numa publicação do ensaio vencedor na coleção do ensaio, que publicam a instituição e Livros de ‘La Catarata’ e na entrega de 3500 euros ao autor. A quinta convocatória dos Prémios de Ensaio da Casa África estará aberta até dia 15 de julho.

Os prémios deste ano, centram-se na cidade africana, no seu desenvolvimento, no seu presente e no seu futuro e abarcam uma grande quantidade de disciplinas, que vão desde o urbanismo ou desde a arquitetura à demografia, à sustentabilidade, ao meio ambiente, à sociologia ou à economia, tendo como epicentro as cidades do continente africano.

Os ensaios que se apresentem ao prémio da Casa África devem ser originais, inéditos e nunca premiados em outros concursos, nem estarem pendentes de parecer em qualquer prémio. Nem podem estar sujeitos a direitos de terceiros, algo que deve atender a pessoa que assina o trabalho. Podem estar escritos em espanhol, inglês, francês ou português, com uma extensão entre 15.000 e 20.000 palavras, com o texto em Arial 12. Apenas será admitido um ensaio por autor, embora o mesmo ensaio possa ser assinado por vários autores.

Os Prémios de Ensaio da Casa África pretendem identificar, incentivar e divulgar ensaios originais e inéditos que contribuam para um melhor conhecimento do continente africano. Ao longo destes anos, a Casa África publicou, em colaboração com os Livros de ‘La Catarata’, quatro publicações deste tipo, que fazem parte da Colección de Ensayo (Coleção de Ensaio) da instituição. A primeira destas publicações foi um volume com três ensaios de Gustau Nerín Abad, Óscar Mateos Martín, Vicente J. Montes Gan e Eva Medina Moral, que trata da soberania espanhola no Muni no início do século XX, a reconstrução pós-guerra na Serra Leoa e a governação e o desenvolvimento na África subsaariana. Seguindo com Nigeria. Las brechas de un petroestado (Nigéria. As lacunas de um petroestado), da jornalista Aloia Álvarez Feáns; La agricultura africana (A agricultura africana), do professor Miguel Ángel López Martín, e Redes sociales para el cambio en África (Redes sociais para a mudança em África), de Carlos Bajo Erro e Antoni Castel Tremosa.

 

Back

 
 
Registro de periodistas

Registro Periodistas


Recibe nuestros comunicados de prensa.

 
Newsletter

E-Newsletter


Recibe nuestro boletín electrónico semanal con las actividades y noticias de Casa África.

 

En nuestra agenda


 
 

Conoce África


conoce_africa Conoce a fondo este gran continente: sus países, organizaciones, sus más famosas personalidades...
 
Media

Mediateca


Accede a nuestro fondo documental de libros, películas y música.